Feeds RSS
Feeds RSS

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Você não me ensinou a te esquecer (Caetano Veloso)


Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto
De olhar em seus olhos, ganhar seus abraços
É verdade, eu não minto

E nesse desespero em que me vejo
Já cheguei a tal ponto
De me trocar diversas vezes por você
Só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou fazer por onde nunca mais perdê-la
Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho
Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando me encontrar

Compositor(es): Fernando Mendes / José Wilson / Lucas

6 comentários:

Andrísia & Leonan disse...

[b]A letra desta musika toca no fundo da alma... meche com o nosso intimo e com nossos sentimentos mais profundos... Gostei! bjokass

José disse...

Olá Lórah,
Obrigada pelo o teu comentário lá no meu blogo,
eu tento levar a vida brincando,é menos cansativa a vida assim, se fazer as pessoas rirem é melhor ainda.
Bonita postagem a tua, mas eu acho que é melhor querer que esquecer, eu nunca quero esquecer os meus amigos virtuais.

um beijinho, José

O Profeta disse...

O amor cobre e descobre o seu rosto feliz
Um beijo anda solto de um sopro puro
Dois amantes dividem uma maré de espanto
O desamor ergue na vida um frio muro

Uma estrela do mar percorre o azul
Uma estrela no céu anuncia a claridade
Uma longa espera arrocha o peito
Um suspiro solta a incontida saudade

Ofereço-te uma estrela do mar


Mágico Beijo

José disse...

Pasei para te desejar bom dia, espero que teja tudo bem contigo

um abraço, josé

O Profeta disse...

A meiguice dos teus olhos
Enternece a alma mais dura
Sei-te em cada batida de coração
Na verdade da água pura

A verdade da terra
De verdadeira verdade se veste a tua alma nua
O mundo conhece teus passos
O teu destino impresso nas pedras de uma rua

Mágico beijo

O Profeta disse...

Parei na viagem de rumo e estrelas
Sentei-me à beira de uma lagoa sussurrante
Um Milhafre fitou-me zombeteiro
Hesitei na procura do adiante

Na ilha há sempre uma criatura em vigília
Há sempre um feiticeiro vento
Há sempre uma flor que a alma seduz
Há sempre no acontece um mágico momento




Doce beijo

Postar um comentário

Simples Assim...

É bem simples queridos.. diria bem Simples Assim
... SE gostou... Volte sempre..

Grande beijooo


Lorah Cláus