Feeds RSS
Feeds RSS

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Espera...


Os ponteiros do relógio se movem apressados
e impiedosamente me afastam do momento aprazado.
Querem zombar de mim,que te espero angustiado.
Cada vez que alguém se aproxima o meu coração descompassa,
perde o rumo,perde a rima:
pois toda garota que passa, mesmo não sendo a obra-prima
que tu és, desperta-lhe a esperança
Meu amor... que vontade de ver-te!
que desejo de abraçar-te!
Eu sei que enfim virás, não importa o quanto atrases
Até sei como explicarás, sorrindo ternamente,
o motivo da demora que deixou-me impaciente.
Entretanto, pouco a pouco,
vão as luzes se apagando...
è que o tempo foi passando
e eu fiquei aqui sentado.
O sorriso que eu tinha em meu rosto está apagado.
Lentamentem resignado, ergo enfim o olhar
e vejo no céu as estrelas
que por mim vieram chorar.
Até elas se comovem dianta de tanta tristeza!


Poema retirado do Livro "Só tú serás o meu amor"
Autor:Antônio Mateo Allende

5 comentários:

Receitas da Vivizoca disse...

Minha querida, quanto tempo não falo contigo....Por que temos que correr tanto na vida né....??? To sempre correndo.....que loucura.
Não vejo a hora de poder sentar embaixo de uma árvore e dizer....."Agora vou descansar...respirar um pouco de ar "puro" e ouvir os passarinhos cantando, comendo chocolate.....rsssssss
Beijos, saudades Vi

Cízz disse...

Quanto tempo hein flor!
Esse poema é lindo mesmo!
Adorei.
Boa quarta!
:3

Sonhadora disse...

Minha querida
Um lindo poema de amor...uma eterna espera pelo ser amado, adorei.
obrigada pelo carinho da visita, gosto muito de te receber.

beijinhos com carinho
Sonhadora

♥MáH♥ disse...

Lindo poema *.*

Tbn adoro poemas.. ai ai
rsrsrs
Bjoo0
=*

♥MáH♥ disse...

Tem presente pra vc no Resenhando. Passa lá

Postar um comentário

Simples Assim...

É bem simples queridos.. diria bem Simples Assim
... SE gostou... Volte sempre..

Grande beijooo


Lorah Cláus